quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Na penumbra...




Na penumbra...

Em silêncio
o desejo ceifa as horas
tateia no escuro
Na penumbra
traz seu corpo
para a ponta porosa
dos meus dedos
Em instantes
revivo a plenitude
de cada segundo
vivido com você

Van Albuquerque

Nenhum comentário: