sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Lendo-me






Lendo-me...

Noite passada
tu pernoitaste
em meus segredos...
Suas mãos rodaram
as pás gastas do moinho
O vento frio ardeu
virou folhas
segregou as areias
do tempo...

Noite adentro
sua voz leu
os vazios da minha poesia

Van Albuquerque

Nenhum comentário: