sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Distância






Distância

Dei-me conta do breu
se adensando no vão aberto
 numa página nua da espera

Do tempo quieto...
Sem pressa desfiando
a paciência das horas
Limpando a poeira
ressequida das lágrimas
no meu olhar
Da distância muda
sufocando os afagos
ceifando a voragem
dos meus desejos

Dei-me conta
da lonjura de tudo
que há entre nós.


Van Albuquerque

Nenhum comentário: