domingo, 28 de março de 2010

Volta poeta...Volta!



Volta poeta...Volta!


Sem você
espio o meu céu
agora frio
nublado e sem cor...
Está chovendo
um torrencial
de saudades aqui...

Poeta
Tua alma lateja
a mais doce poesia
Teus versos
refazem a paisagem
do tempo

Porque você se foi assim...
Quem vai acender
o sol para mim?

Volta poeta...Volta!

(Van Albuquerque)
07/01/10

Texto dedicado ao poeta e amigo Brain

Nenhum comentário: