domingo, 28 de março de 2010

Suaves lembranças...



Suaves lembranças...


Seus dedos
Suas mãos abertas ...
Deslizam suavemente ...
Palmilham carinhos
Pelo meu corpo nu ...

Roçam caminhos
Descobrem relevos
Os sulcos quentes
Dos meus desejos...

Fecho os olhos
Sinto você em mim...
Vivo intensamente esse momento
Como se fosse a primeira vez

Viajo no tempo tentando resgatar
Tudo que vivemos ate aqui...
perco-me no espaço
Entre a razão e a emoção

Suaves lembranças...
Da maciez dos lençóis
teu perfume chega devagar
aroma fresco de prazer
Tentando preencher
O vazio,
As lacunas existentes
Entre nós
Fruto da distancia
De uma paixão
Uma estória
Mau resolvida.

Te amo
Nessa solidão
Nessa saudade fremente
Que se faz dorida em mim

(S. Noah – Van Albuquerque)
07/01/10

Nenhum comentário: