quarta-feira, 17 de março de 2010

Loura menina


Loura menina


O dia amanheceu
febril afugentando
as sombras da noite
colorindo o céu


Réstias de sol quente
banham a face
molhada de brisa
da loura menina


Olhar esperto espreita
aqui e acolá
na quina dos sonhos
se esconde inquieto


Nos lábios nasce
um sorriso de canto
doce e dourado de mel
floresce os campos
enlourece os trigais


No bolso do vestido
loura menina
guarda os sonhos
os brinquedos
os segredos
deixados ao relento
no fundo do quintal

(Van Albuquerque)
24/01/10

Nenhum comentário: