domingo, 28 de março de 2010

Leia-me




Leia-me



Quando a saudade
não calar teu silêncio
e uma lágrima
marejar teu olhar
Quando a noite nua
se fizer escura de cores
de fragrâncias
Então leia-me
no meio tempo das palavras
na canção
na poesia de amor
que escrevi dentro
do seu coração
e eu voltarei para você

(Van Albuquerque)
08/01/10




Nenhum comentário: