sábado, 12 de dezembro de 2009

Resquícios de amor


Resquícios de amor


Em minhas mãos
o tempo urge
escorre lento
pelos meus dedos

Abro as mãos
no vão das palavras
resquícios de ti
de nós
do nosso amor findo

(Van Albuquerque)
12/12/09

Nenhum comentário: