sábado, 12 de dezembro de 2009

Refúgio


Refúgio




Abriguei-me
num mar bravio
intenso de cores
de palavras
de ventos
de silêncios

Emudeci meus soluços
absorvi meus lamentos
diluí a tinta espessa
da saudade

Sem ti refugiei-me
dentro de mim

(Van Albuquerque)
04/10/09

Nenhum comentário: