sábado, 12 de dezembro de 2009

Quinta flor



Quinta flor



És flor?
És tu de tudo em flor?
Ou és flor de tudo que vejo ao seu redor?

Tento ser não sei
talvez seja...
Diz-me o que sou?

Sei que eu era
uma tímida pétala rosada
encantada com a beleza
exuberante das palavras
me inventei poeta
num campo verde esmeralda

Hoje desfolho carinhos
rego com poesia
o jardim delicado
amizade florida
plantado com amor
no coração singelo
de todos meus amigos

Vou deixar-me levar
pelo perfume de tuas palavras
Caminhar no seu jardim de poesias
Descobrir que há cores e aromas
Inventados só pra ti.
Encontrar-te foi
sol,
Azul,
Amarelo
Setembro

Não digo quem és tu,
flor de rara beleza
Digo apenas quem eu sou
depois dessa primavera de versos

(Brain-Van Albuquerque)
01/10/09

Nenhum comentário: