terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Lembranças


Lembranças


Lembranças doridas
sol frio que queimava
minha alma insensata
que aflita chorava

Lágrimas sofridas
repousam hoje esquecidas
na fragrância da saudade
num canto desprezada

Lembranças doridas
um carinho amarrotado
de um olhar perdido
no vazio do nada

(Van Albuquerque)
15/12/09

Nenhum comentário: