domingo, 13 de dezembro de 2009

Azul Mar


Azul mar



Um sol ardido
se acendeu no céu
aqueceu a brisa
quente esvoaçou
fiapos de tinta
azul mar

Na mudez
surda do anoitecer
olhar ao relento
divagou sonhos
recitou saudades
ao luar

Manso lago azul
juntou gotas
soletrou palavras
nas lembranças
agitou-se

Meu olhar azul
denso se fez
tempestuoso mar

(Van Albuquerque)
29/11/09

Nenhum comentário: