quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Encontro de bocas


Encontro de nossas bocas


Hoje amanheci
divagando o amor

Na boca
um salivar doce
sôfrego
de amor sem fim.

... Da Fome Voraz da Paixão
da Sede de Sua Boca
Na Conjunção do Poema
Dos Beijos ( Nossos )
No Encontro de Nossas Bocas
Sonhos...

Desejos escorrem
feito fogo queimam a pele

Nossos corpos extasiados
cobrem o silêncio
da volúpia incontida
descrita na estrofe indelével
do poema

E Corre o Dia
Solto Poema
Bocas Que Se Encontram
No Murmúrio da Paixão
Nos Versos
Beijos
de Amor.

(Maxuel Scorpiano – Van Albuquerque)
31/10/09

Nenhum comentário: