sábado, 31 de outubro de 2009

Não se vá de mim


Não se vá de mim



Nos labirintos da vida
briguei com o destino
tracei novos caminhos
tentando um dia
te encontrar

Quero em seus braços
viver meus sonhos
adormecer o cansaço
dessa espera solitária
que até hoje vivi

Não se vá de mim
tua ausência machuca
sinto falta de você..

Deixe-me aconchegar
dentro do teu coração
todo o meu carinho
todo o meu amor

Sem ti sinto explodir
no peito uma dor sem cor
na boca o sabor amargo
da saudade me sufoca
um sussurro rouco
do amor chega devagar
e toma conta de mim

(Van Albuquerque)
29/10/09


Nenhum comentário: