domingo, 6 de setembro de 2009

Carícias


Carícias


Sinto o calor
de tuas carícias febris
arfando feito brasa

Mãos maliciosas
fogo a correr
despe-me das vestes
dos pudores

Tua boca úmida
sorvendo minha pele
respirando meu corpo
em êxtase vestindo-me
com seus desejos

Sedenta
bebo de seu néctar
embriago-me de ti
sacio-me no cálice rubro
do seu prazer

(Van albuquerque)
30/08/09

Nenhum comentário: