quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Travessuras


Travessuras


Menino travesso
sorrateiro abriu a porta
atrevido entrou
dentro do meu coração

Escreveu-me versos
cálidos de amor
afagou minha alma
da poesia fez-se
melodiosa canção

Sorrindo desvendou
meus desejos
arteiro virou-me
do avesso
meu mundo encantou

Do sonho azul despertei
num mundo sem cor
sem rumo sem sabor

Você só fez travessuras
brincou de amar
com o meu coração

(Van Albuquerque)
01/08/09

Nenhum comentário: