terça-feira, 18 de agosto de 2009

Desenhando-te


Desenhando-te


Vem quebra em mim
esse silêncio
escuta o ruído rouco
dessa saudade

Meu olhar sereno
não dorme

Minhas pupilas
não dormitam
ansiosas sussurram
desenham-te
dentro das palavras
da minha poesia

(Van Albuquerque)
18/08/09

Nenhum comentário: