terça-feira, 18 de agosto de 2009

Adeus


Adeus


Seu adeus machucou
meu coração
embargou minha voz
levou contigo
uma metade de mim

Em minha alma
versos insones
com saudades brotam

Escrevo-os na folha
esmaecida do papel

Ontem eu tinha tanto
um sol lindo
colorindo de amor
o meu dia

Hoje só me resta
a noite fria
permeando melancolia
nas horas vazias
da madrugada errante
onde adormecerei
sem ti aqui comigo

(Van Albuquerque)
14/08/09

Um comentário:

mulher de atitude disse...

simplesmente maravilhosa te adoro