quarta-feira, 15 de abril de 2009

Mar...


Mar...


Nem o mar em tinta
poderia escrever...
o que sinto por você...
(Nill)



Suas palavras
silenciaram as ondas...

Mar cúmplice
vestiu-se de tinta...

Uma aquarela azul
num suave versejar
escreveu na areia
um singelo
poema de amor...
(Van Albuquerque)
13/04/09

Nenhum comentário: