terça-feira, 31 de março de 2009

Meu poema te leu!





_ E o Teu Poema me Leu _


...E o Poema de Van Albuquerque me Pegou de Surpresa,
Enveredou em Versos
Que Despiram Toda e Qualquer
Minhas Defesas,
Eu Lia Ali Sentimentos Tão Meus
Tão Secretos Sagrados,
Tão Por Mim Guardados,
E Van os Descreveu...
Perplexo...Instintamente Olhei Para os Lados,
Mas Estava o Poema e Apenas Eu,
E Me Lia Por Completo
Me Decifrando
Me Traduzindo,
Expondo Meus Inversos
Partes Minhas,
Um Nu Tão Nitído
das Coisas Que Eu Vivia
Sentia
E O Poema De Van Descreveu...


_ Maxuel Scorpiano _
10.03.09/ás08:40H



Meu poema te leu!


É poeta...

Por várias vezes, me surpreendi!
Fui lida, por teus poemas também...

As palavras têm esse dom singular
de nos ler...
Nos despir, adentrar nossa alma
nos fazer flutuar, voltar ao passado
viver um futuro longínquo
nos fazer felizes...
Sem querer desnudam nosso EU!...


Obrigada poeta
Amo tua irreverência poética
teu jeitinho singular de brincar
fazer sopa de letras com as palavras
lindamente, poetisar...
(Van Albuquerque)
11/03/09

Nenhum comentário: