sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Um poema só teu


Um poema só teu


Você chegou junto
com o cheiro fresco 
de uma manhã fria
de outono

Feito uma folha 
vagando ao vento
invadiu meu coração

Sensível
cativou sentimentos
agasalhou cada batida 
do meu coração triste

Alforriou minha alma
me acolheu inteira
dentro de ti

Hoje cada palavra 
que eu escrevo
é um pétala sedosa 
um verso de amor
em um poema só teu

(Van Albuquerque)
18/02/09

Nenhum comentário: