domingo, 8 de fevereiro de 2009

Caminhos do tempo


Caminhos do tempo



O tempo, passou veloz
escorreu, feito areia fina
jogada ao vento...
Não nos deu tempo!...

Silencioso, esvaiu-se
na fenda aberta, criada
pelas mãos do destino...

Tempo impiedoso
bifurcou caminhos
desenhou descaminhos...

Feito brisa, soprou forte
devorou no tempo
nosso tempo...

Ágil, desfez o caminho
desenhou na estrada
um novo descaminho ...

Deixou em minha boca
um gosto, sem sabor
de um querer inacabado

(Van Albuquerque)
07/02/09

Nenhum comentário: