sábado, 17 de janeiro de 2009

Só na noite...


Só na noite...



Minha alma vazada
enleou-se, num véu 
transparente de saudades
Vaga, sozinha na noite 
insone, a sonhar-te...
Tez nublada,
no olhar aquoso 
uma vertente de lágrimas
derramando, choro incontido
convulsivo de lembranças

(Van Albuquerque)
12/01/09 

Nenhum comentário: