terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Poeta menino


Poeta menino


Poeta teu jeito menino
irreverente e ousado
encanta os corações de toda gente...
Tu brincas, com as palavras faz poesia

De seus dedos escorrem
todos os sentimentos, mistura homogenia
deleite suave, jardim que inebria
versos vorazes, alegria que contagia...

Algumas vezes, leio tua alma entristecida
aflito teu coração, tomou sua frente
no papel escreve
não chora mais escondido...

Teus versos vorazes
tornam-se poesia triste...
Logo, apagam-se as lágrimas
renasce o poeta menino, que tanto admiro!

(Van Albuquerque)
20/11/08


Poema dedicado carinhosamente
ao amigo e poeta Maxuel Scorpiano

Nenhum comentário: