terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Poesia orvalhada


Poesia orvalhada



Sua ausência,
silencia meu coração...
Meus olhos entristecidos
pingam, gotas de saudades


Suaves, orvalham
as rosas, que recebi de ti...
Soluços, se escondem
entre pétalas róseas, sedosas


Na urgência de ti,
meus sonhos vagueiam
desejos desfolham-se,
pelo caminho...


Róseos sentimentos
espalham-se, soltos ao vento
chão forrado de pétalas
poesia orvalhada

(Van Albuquerque)
22/10/08

Nenhum comentário: