segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Em teu corpo...



Em teu corpo...



Abraçada a ti
desnudo minha pele
agasalho minha alma
feito poeta, inspiro-me...


Em teu corpo...
Margeia, uma noite quente
repleta de desejos...
Sedenta, adentro labirintos
encontro novos caminhos...


Minha língua
caminha úmida...
incauta, abrasa de desejos...
Descobre novas palavras
ácida, verseja...


Nossos corpos, entrelaçados
alquimia de carinhos, cheiros
êxtase pleno, prazer !...
Ávida, engulo cada gemido...

(Van Albuquerque)
12/12/08

Nenhum comentário: