segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Descaminhos de nós...


Descaminhos de nós...


A memória de meus olhos
encontra-se, em desalinho...
Chorando junta
momentos, doces lembranças
que ficaram de nós...

Meu amor, sem pressa
esperava-te, escrevendo nos versos
pequenos fragmentos de nós...
Você não tinha hora para chegar
nem para partir, mas vinha...

Trazendo nas mãos
todo teu carinho, amor ...
Na doçura do seu sorriso
entregava-lhe meus medos
vivia meus anseios...

A vida fez um desvio
na curva, o destino foi algoz
impiedoso, teceu
um novo caminho...
Nos perdemos de nós!...

Minha alma solitária
hoje rabisca, num mapa
traça nossos caminhos...
Caminhos, que sempre
me levam a descaminhos de nós...

O tempo, para nós será um riacho
seguindo, um curso lento...
Nosso amor será levado pela brisa
por descaminhos, que serão disfarçados
pelo grito sufocado, da saudade...

(Van Albuquerque)
07/12/08

Nenhum comentário: