terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Brumas da saudade


Brumas da saudade


O silencio divaga comigo
pequenos detalhes
lembranças carinhosas
embrenham-se
nas rimas do poema...
Nas brumas da saudade
minha alma me lê
meu coração, te chama
revive os momentos
de nós dois...

(Van Albuquerque)
21/11/08

Nenhum comentário: