terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Acalanto


Acalanto


Manhã clara
poesia sussurra
canta versos
ao vento
minha alma arredia
para e espia
solitária se refugia
no acalanto suave
da melodia

(Van Albuquerque)
15/10/08

Nenhum comentário: