quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Êxtase


Êxtase


Noite fria de inverno
suas mãos silenciosas
e persistentes me acariciam
encontro no brilho sedento
de teu olhar, sedução...

Seu jeito atrevido de amar
encontra o caminho do prazer
provoca em mim, suspiros
lasciva, embrenho-me
em teu corpo nu...

Êxtase, cheiro de pele
flui o aroma suave de amor
as carícias ousadas
aguçam a vontade voraz
de nossos desejos contidos

(Van Albuquerque)
13/08/08


Nenhum comentário: