segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Suave deleite


Suave deleite


A noite chega me acariciando
calma se aquieta em mim
sonho contigo

Minha alma em êxtase
suave deleite me invade
encanta minha pele

Meu corpo desperta lânguido
enleado em versos
se desmancha

Aconchego em mim
fragrância quente de teu cheiro
calor de seus carinhos

Teu sabor doce
contorna meus lábios
afaga sensível meus desejos

(Van Albuquerque)
30/09/08

Nenhum comentário: