segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Quando você vai embora


Quando você vai embora


Quando você vai embora
entristeço...
Minha voz chora!
Embargada de tristeza
não entoa, a nota da canção...
Meu coração, pulsa acelerado
desejando que você fique...
A mim, não satisfaz
ficar só com a lembrança
do teu gosto, sabor doce
de sua boca na minha...
Sentindo o calor, antes quente
agora, morno
de tuas carícias em minha pele...
Ouvindo ao longe, o rumor
de sua voz, dizendo que me ama...
Apetece-me, ter você aqui comigo
provando para sempre
do sabor de mim

(Van Albuquerque)
03/10/08


Nenhum comentário: