segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Beijo morno


Beijo morno


Minha boca delira
sonha acordada
com a suavidade da sua

Deseja sentir
o sabor atrevido
macio de quero mais

Do beijo morno
cobrindo de carícias
meus lábios

Minha boca
se despe
com suas delícias

Pedacinhos tenros
de adocicadas malícias
que me seduz

Faz minha língua
flutuar em silêncio
pelo céu da sua boca

(Van Albuquerque)
01/09/08

Nenhum comentário: